Pedido de Casamento: André e Carol

André e Carol se conheceram em 2011 em um acampamento da igreja. Foram quase quatro anos de namoro até o dia do tão esperado pedido de casamento.

O casal depois da surpresa

"Bom, o nosso relacionamento se resume em: cuidado de Deus. Se chegamos onde estamos é porque em todo tempo Ele cuidou de nós e nos deu sabedoria para conduzir nosso namoro da melhor maneira possível. A minha oração sempre foi para que eu pudesse me apaixonar pelo André todos os dias e é isso que eu sinto, me apaixono mais a cada manhã, sei que ele é um dos maiores presentes que eu poderia ter recebido nessa vida. Buscamos sempre oferecer o melhor que temos um para o outro, acho que essa é a chave, você se doar àquela pessoa e oferecer o seu máximo. Temos quase 4 anos de namoro e posso dizer que hoje nos amamos bem mais que no primeiro dia e espero que seja sempre assim, que a cada dia que passe, o nosso amor aumente e junto com o amor, o respeito, o cuidado e a confiança."

O agora noivo, André, preparou toda surpresa sem que Carol desconfiasse de nada. O local escolhido foi um dos restaurantes favoritos do casal. André preparou um vídeo com a equipe do Dois Grãos, marcou com a namorada no restaurante escolhido onde o vídeo foi exibido para ela e toda reação da noiva gravada.

"Eu tinha algumas suspeitas, pq já estávamos conversando há um tempo sobre casamento, então qualquer ocasião era motivo de eu achar que haveria um pedido, mas já havia me enganado tantas vezes que no dia eu nem pensava que isso fosse acontecer de verdade! No dia eu simplesmente estava em estado de choque, nunca tinha tido uma surpresa e não tinha ideia de qual seria a minha reação, não conseguia nem me mexer, mas dentro de mim os meus sentimentos estavam me consumindo, na verdade, quase me matando! Eram milhares de sentimentos juntos... Pra mim eu tinha dado gargalhadas altas, chorado igual criança, me mexido horrores, mas eu fiquei estática, pq estava muito emocionada pra conseguir me mover! Depois, quando fui ver o video novamente, aí sim, chorei horrores..."


0 comentários:

Postar um comentário